Dicionário de quê? Serve pra quê?

dicionario

DICIONÁRIO, DICIONÁRIO MEU  <3

Oi gente!

No “esquenta” para o lançamento da nossa nova plataforma em 2017 estamos começando com o nosso blog.

Para começar, escolhi um tema que eu AMO. Muito. De paixão. O Dicionário de Você.  Para você que não tem a menor ideia do que se trata ([email protected]! Depois me conta como você veio parar aqui, tá? [email protected]) o Dicionário é uma das ferramentas de autoconhecimento da Escola de Você (também não conhece nossa escola? Dá uma olhada www.escoladevoce.com.br).

Para vocês, minhas amigas, que já usam o Dicionário… Aqui vai mais um pouquinho de informação para comprovar como a sua decisão é muito inteligente! Pode dar um tapinha de “muito bem” nas suas próprias costas 😉

ESCREVER: POR QUÊ?

Escrever sobre si mesma é uma ferramenta poderosa de autoconhecimento e transformação.  Quando a gente sai do “barulho” dos pensamentos e vai para ação da escrita, algo mágico acontece.  

Escrever ajuda a gente a :

  • ter clareza da real dimensão dos problemas
  • encontrar soluções
  • acessar criatividade e intuição
  • traças metas
  • ter perseverança e compromisso para alcança-las (afinal, a gente escreveu, né? É muito diferente de apenas pensar)

O CONVITE É:

Que tal escrever o livro da sua vida?  Seu próprio manual de instruções!  A partir de cada situação (boa ou nem tanto), você anota suas percepções.  Seus sentimentos.  Aos poucos, vai ficando mais claro o aprendizado quem vem das alegrias e das frustrações.

Como cada pessoa é única, só você pode escrever sobre o que funciona na sua vida. Com o Dicionário, você cria um manual para depois consultar quando quiser.  Por exemplo, toda vez que vou ter uma reunião que sei que vai ser difícil, uso o Dicionário de Você.  Leio minhas anotações sobre os gatilhos que têm potencial de me tirar do sério.  Faço os exercícios que me acalmam e funcionam para mim.  Aí, chego mais preparada. Funciona.

QUANDO DEVO USAR O DICIONÁRIO DE VOCÊ?

Sempre.  Toda vez que tiver vontade. Mas pelo menos um pouquinho a cada aula.  Eu gosto muito de escrever quando estou estou especialmente feliz.  Escrevo sobre o que houve para eu me sentir extraordinariamente bem.  Assim, tenho um guia e posso repetir comportamentos que me trouxeram felicidade.

A experiência com muitas, muitas mulheres comprova: têm os melhores resultados as que usam o Dicionário com frequência e seriedade.

MAS COMO COMEÇO? NÃO SEI O QUE ESCREVER.

Tudo certo! Use as aulas da Escola de Você para começar.

Assista e escreva sobre:

  • o que você percebeu ao assistir a aula?
  • quais situações da sua vida vieram à mente?
  • como você agiu naquele momento?
  • como teria agido se tivesse o conhecimento que tem agora?
  • como vai agir em uma próxima situação semelhante?
  • o que sonha e como vai realizar seus sonhos?

Mas você pode escrever sobre o que quiser, independentemente das aulas.

Tá “P” da vida? Ótimo.  Por que?  Escreve lá.

Tá com medo? De quê?  Quando a gente escreve vê que nada é  tão ruim, tão dramático quanto na nossa cabeça.

Quer uma dica MA-RA-VI-LHO-SA?

Quando estiver com muita raiva de alguém, em vez de ligar ou mandar uma mensagem desaforada na hora, de cabeça quente, use o Dicionário para fazer seu primeiro desabafo.  Pra liberar a pressão. Ajuda muito e reduz a chance de você ter que dizer depois, “aí, exagerei. Desculpa, tava de cabeça quente”.

A HISTÓRIA DO DICIONÁRIO

A Escola de Você nasceu do meu Dicionário.  Criei esse hábito de escrever sobre os aprendizados em relação a mim mesma em uma espécie de diário, estimulada por uma amiga muito especial que já fazia isso há anos.

Na época, tinha acabado de me divorciar e estava reaprendendo a viver.  Passei a registrar meus medos, dificuldades e também alegrias e projetos. Foi ali que escrevi pela primeira vez sobre o sonho de criar uma escola com dicas práticas para simplificar o dia a dia das mulheres do meu tempo.  Que vivem dramas e alegrias parecidas. Parecia im-pos-sí-vel.

Foi ali também que escrevi sobre o sonho de conhecer grandes mulheres como Ana Paula Padrão, Ana Fontes e Patricia Tucci. E de trabalhar com a Doutora Soraia Schutel que era (da minha perspectiva no momento) a diva do conhecimento!  Tão linda e inteligente quanto inatingível.  De novo, parecia tudo impossível.

TÁ VENDO DA BELEZA DO DICIONÁRIO?

Não é apenas um diário.  Não é um espaço de conexão com você mesma.  Um lugar pra você se desafiar. Aprender com o que já foi, projetar o impossível e depois torná-lo possível.

Afinal:

“Não sabendo que era impossível. Foi lá e fez”.  Jean Cocteau

Que Cocteau nos inspire sempre. Use o Dicionário de Você. É simples. Funciona.

Natália Leite

Co-fundadora da Escola de Você.
Construindo autonomia e protagonismo feminino.

14 Comentários


  1. Oi Nat! Sempre tive diário , tb acho na escrita um espaço pra organizar a cabeça. Adulta, fiz o “desabafa filha”, meu caderno que recebia de um tudo!!! Lá eu falava com muitas pessoas, escrevia atas de reunião, listava ideias, a caneta brigava e fazia as pazes! Quando conheci a amada escola de você, consagrei o hábito. Escrever é um santo remédio, o que vai pro papel é muito mais e melhor do que está na cabeça ! Bjo

    Responder

  2. Acredito na importância da escrita! Não imaginava que era tão grande e maravilhosa como contam nos depoimentos!
    Já tenho o meu caderno!!!
    Comecei hoje!!!
    Obrigada Natália e a todas…
    Beijo na alma!!!

    Responder

  3. Uma das melhores ações que realizei durante a Escola de Você foi o meu “Dicionário de Você”.
    É muito bom escrever sobre tudo . Ler e reler as notas para saber o que conseguimos realizar e pensar no que ainda falta para fazer.
    O “Dicionário de Você” é uma das melhores dicas da EDV.

    Responder

  4. Minha melhora foi nítida quando comecei a escrever.
    Esse hábito conquistei depois do primeiro curso da EDV.
    Quando releio coisas de 2015 e vejo que já conquistei,já me melhorei …ahhhh.. isso me traz muita alegria!

    Juntas somos +

    Responder

  5. Uau! Quanto poder tem o “Dicionário de Você”! Estou fazendo todos os cursos novamente, em cia as novas alunas da cidade de Sorocaba, e tomei a decisão de não ler o que já escrevi no Dicionário de Você, e refazer todos os “prazeres de casa”. O que descobri? Que muito que digo sobre mim, se mantém, mesmo após 1 ano, ou seja, que toda a construção, vem se tornando sólida! Fazendo parte verdadeiramente da minha essência!!! Confesso que fiquei muito orgulhosa de mim <3 <3 <3 Beijos blog lindo!

    Responder

  6. O dicionário, serve como um caderno on line, onde posso agregar a fixação no aprendizado!

    Responder

  7. Sempre gostei de escrever . O que gostaria que acontecesse positivamente na minha vida.
    E depois de um tempo ia ler e via que realizei algumas coisas.
    Com a EDV e assistindo as aulas gostei muito do dicionário de Você. Muito bom escrever o que pretendemos e sentimos .

    Responder

    1. Faz um bem incrível ??

      O melhor é reler após algum tempo. Dá uma gratidão imensa quando a anotação virou ação, virou atitude.

      Responder

  8. Como é bom reaprender a viver!!!
    Texto repleto de relatos que me encorajam a manter meu dicionário ativo!

    Responder
  9. Patricia Helena Cabral

    Ainda não conhecia este espaço! Adorei e vou começar o meu diário. Sempre gostei muito de escrever e quando releio o que escrevi percebo o quando consego alinhar o pensamento com as ações.

    Responder
  10. Roberta Alves Santos

    O “Dicionário de Você” é um grande aliado para nos fazer pensar nas mudanças.
    O meu está repleto de anotações sobre as aulas e os livros que já li depois das indicações da Escola de Você.
    Quero anotar ainda mais.

    Responder

Deixe uma resposta